terça-feira, 3 de agosto de 2010

Vida e costumes dos povos bíblicos

  • 1. Gênesis 24.2; 47.29-31.
  •  O juramento com a mão sob a coxa. Significava então submissão, obediência irrestrita. Por isso Deus tocou a coxa de Jacó. (Gn 32.24-32).Realmente, dali para frente Jacó tornou-se um homem de Deus. Até seu nome foi mudado.
  • 2. Rasgar as vestes
  •  Era demonstração de luto, lamento e tristeza. Há 28 casos na Bíblia. Os sarcedotes não podiam fazer isso (Lv  10.6), mas , o de Mateus 26.5 o fez, sem razão. Esse ato de rasgar as vestes obedecia uma série de regras.
  • 3. Juízes 5.10- O cavalgar sobre jumentas brancas
  •   Era costumes exclusivo dos reis, juízes e fidalgos.
  •   Isso explica a passagem em apreço.
  • 4. Juízes 9.45-Semeadura de sal
  •   Esse ato significava desolação perpétua sobre o local.Castigo perene.
  • 5. Rute 3.9 - Pôr a aba da capa sobre alguém.
  • Significava a proteção. Aqui tratava-se da lei do levirato, conforme Deuteronômio 25.5-10, portanto nenhuma indecência havia aqui, como muitos querem.
  • 6. Salmo 119.83-Um odre na fumaça. Odres são vasilhas feitas de peles para o transporte de líquidos. Eram postas sobre a fumaça para ficarem endurecidas pelo calor e fumaça. Isso também fazia aumentar de resistênciaa espessura do couro, através do encolhimento. Fala do estado estado de alma de Davi.
  • 7. Maria desposada com  José
  • Na linguagem doAnigo Testamento, o termo significava noivos, conforme vemos em Deuteronômio 20.7;22.23,24. Naqueles tempos, em Israel, o noivado era o primeiro ato docasamento. Nessa ocasião, o noivo entregava á noiva o contrato de casamento, ou uma moeda inscrita:"Consagrada a mim" .
  • 8 Mateus 25.1-13 Um casamento oriental
  • As núpciasduravam 7 ou mais dias. A união definitiva do casal somente tinha lugar no último dia. Nesse dia, o noivo dirigia-se á casa da noiva, à noite, e a conduzia para a sua casa. Às vezes, o ato ocorria também de dia. A lua- de- mel durava um ano! ( Dt 24.C)
  • 9.Mateus 27.48-0-O vinho oferecido a Jesus na cruz
  • Tal praxe era usada então para tornar as vítimas insensíveis antes da morte. Jesus recusou. Sofreu a morte em estado de plena consciência.
  • 10.Lucas 5.19-O teto (eirado) da casa aberto com tanta facilidade
  • As casas da Palestina não tinham telhado, e sim eirado. Isto é, uma espécie de laje, feitas de vigas de madeira, recobertas de pedra e barro. O eirado recebia tratamento especial, a fim de recolher águas pluviais,dada a carência de água potável na citada região. Num teto assim, era fácil preparar uma abertura.
  • 11.Lc 10.4-A ordem de Jesus: "A ninguém saudeis pelo caminho"
  • Não se tratava de indelicadeza. O tempo que restava para Jesus era pouco, muito pouco, e as saudações orientais tomavam muito tempo, não somente devido à troca de expressões formais, mas também por causa das poses que o corpo assumia. Se os convidados por Jesus cumprimentassem o povo segundo a maneira daquela época, Ele não cumpriria sua missão redentora no devido tempo.Ele sempre  se referia ao "meu tempo".
  • 12. Um caminho de um sábado
  • Isto é, o caminho permitido no dia de sábado. Era a distância que ia da extremidadedo arraial das tribos,ao tabernáculo, quando no deserto. Essa distância era de 2.000 cúbitos equivalente a 1.200 metros (Js 3.4).
  • 13. Romanos 12.20-Brasas sobre a cabeça do inimigo (Pv 25.21,22)
  • O fato refere-se ás leis levíticas de Levítico 16.12, quando o sumo sacerdote fazia expiação pelo povo, incluindo o incesário cheio de brasas. A expiação satisfazia á justiça de Deus, promovendo a reconciliação do homem com Ele.
  • http://profetizandovidanovaledeossossecos.blogspot.com